16 maio 2008

Leituras (para acalmar um bocado os ânimos)

No New York Times, Alberto Manguel assina um belo texto sobre os seus trinta mil volumes bibliográficos (e o ‘drama’ da respectiva arrumação).

2 comentários:

sombra disse...

desculpe a impertinência, mas o texto é tão belo que tenho de chamar a atenção para o facto de o link estar errado. esteja à vontade para apagar este comentário.
cumprimentos,
miguel

Sara Figueiredo Costa disse...

Caro Miguel,

não se desculpe! Eu é que tenho de agradecer a correcção, que vou fazer já a seguir.

Cumprimentos de volta,
Sara